Entenda os riscos de compartilhar a sua internet

  • DOMINE SUA CONEXÃO

Compartilhar internet pode parecer uma ótima ideia. Afinal, você tem liberdade para fazer o que quiser com o seu sinal, e se prefere distribuir a senha para outras pessoas, pode fazer isso. O problema é que esse processo pode ser bem perigoso, afetando não somente o desempenho da sua conexão, mas prejudicando sua segurança online.

É importante entender os riscos envolvidos nesse processo, para avaliar se vale a pena continuar. Na prática, pode ser que você esteja se expondo mais que o necessário ou tendo prejuízos na qualidade da conexão. Então, se tem o hábito de compartilhar internet, continue lendo o post. Vou mostrar por que isso pode ser uma péssima ideia, com os principais riscos envolvidos. Veja só!

1. Diminui a sua velocidade de conexão

Se você tem problemas de conexão, esse comportamento pode ser uma explicação. Tanto sua banda como seu roteador têm uma capacidade limitada. Ao compartilhar internet, não sabemos quantos dispositivos serão conectados — o que pode superar a capacidade e prejudicar sua experiência.

Pode ser que o roteador tenha capacidade de carregar 54 megabits, por exemplo. Cada novo dispositivo compartilha essa capacidade limitada, o que significa que a conexão também piora quanto mais dispositivos estão conectados. Nesse caso, você está perdendo dinheiro, pois não está conseguindo um serviço tão bom quanto o que contrata.

2. Abre brechas de segurança

Outro risco gravíssimo é o de segurança. Ao compartilhar internet, todos os dispositivos conectados trocam informações e isso abre brechas. Ainda que você divida apenas com pessoas que conhece bem, as vulnerabilidades de seus sistemas acabam se tornando suas.

Então, um computador com vírus pode rapidamente se espalhar para outros aparelhos. Com isso, é possível que seus dados vazem, que suas informações bancárias sejam acessadas por terceiros e até que documentos e informações pessoais sejam perdidos.

3. Pode responsabilizar você por crimes virtuais

Mesmo que confie muito na pessoa com a qual está compartilhando, você é o responsável por qualquer ato ilegal que ela cometa. Os crimes virtuais são rastreados pelo seu IP e, como responsável pela conta, você deve responder. Isso gera muita dor de cabeça, com crimes que se tornam cada vez mais comuns.

4. Gera quebra de contrato

Compartilhar a internet não é um crime, mas não significa que não cause dores de cabeça. Ainda que o terceiro se exponha a todos os riscos acima, quem compartilha é que tem a maior dor de cabeça.

Além de tudo que mencionei, compartilhar internet é uma quebra de contrato com a provedora. É um processo parecido à sublocação de um imóvel, por exemplo, que pode gerar consequências no bolso que façam com que a prática de compartilhar não valha a pena.

Como ficou claro, compartilhar internet é um comportamento que parece positivo, mas que pode ser desastroso, cujo risco não compensa. Portanto, o ideal é evitar e sempre tirar todas as suas dúvidas sobre o uso da internet com quem conhece bem do assunto.

Então, se gostou do post e quer garantir a melhor conexão possível e segura, siga as redes sociais da Cabonnet na sua região para receber ainda mais dicas!

Este artigo foi útil?

Fique por dentro de tudo que precisa saber para mandar bem

Assine nossas noticias