O que é internet banda larga: guia completo

  • DOMINE SUA CONEXÃO

A conexão de banda larga revolucionou a nossa forma de conexão à rede. Afinal, se você ainda é da época da internet discada, deve se lembrar de todos os problemas existentes. Por exemplo, quando nos conectávamos, a linha de telefone fixo ficava ocupada, pois ambas utilizavam o mesmo cabeamento.

Neste guia completo, vamos apresentar para você o que é a internet banda larga. Vamos tirar suas dúvidas, trazer curiosidades interessantes, explicar a história desse modelo de conexão e auxiliar você a escolher o melhor tipo para sua casa.

Vamos juntos nessa trajetória? Temos certeza de que vai ser bem interessante!

Quando surgiu a internet banda larga?

Para ser considerada uma internet banda larga, ela deve ter velocidade igual ou superior a 128kbps de forma ininterrupta, bem como ter uma forma de conexão própria, que não dependa da linha telefônica.

A internet banda larga é a substituta para a conexão discada, que foi o primeiro modelo que tivemos no Brasil. Se você não é dessa época ou não se lembra mais de como era, vamos relembrar alguns pontos importantes.

Para conectar-se à rede, o usuário fazia isso por meio do mesmo fio da linha telefônica, intermediado por um provedor. Durante a conexão, o telefone ficava com a linha ocupada. Diversas vezes, a rede caía quando alguém ligava para a residência, prejudicando o sinal.

Além disso, o fluxo de dados tinha capacidade muito menor do que na banda larga. Então, muitas vezes, a conexão era impossível, pois as linhas estavam sempre ocupadas. Isso ocorria, principalmente, nos horários de pico, nos quais havia promoções.

Por exemplo, durante as madrugadas e finais de semana, a conexão era realizada com a cobrança de pulso único (ou seja, era mais econômico). Assim, era muito comum que, nesses horários, houvesse uma maior dificuldade de uso.

A banda larga tem uma conexão mais de 1830 vezes mais ágil do que o modelo anterior. Seu nome passou a aparecer com maior frequência em meados dos anos 2000, quando começou a popularizar-se a alternativa à rede dial-up (discada).

Quais as vantagens da internet banda larga?

A banda larga foi uma verdadeira inovação para trazer ótimos resultados para quem deseja uma conexão de qualidade! Pense em quantas atividades você realiza no dia a dia conectado à rede? Trocar mensagens, assistir a lives e filmes, jogar, conexão de muitos itens da sua casa, entre outros.

Por isso, é fundamental que você entenda quais são as principais vantagens na contratação de um serviço de internet banda larga. Confira os principais a seguir.

Maior capacidade de transmissão

A banda larga permite uma maior transmissão de dados por uma mesma via, ou seja, dificilmente sua empresa ou casa passará por interrupção do serviço. Com isso, os riscos de indisponibilidade são muito menores.

Econômica

Outro ponto é que a banda larga não precisa de muitos equipamentos ou dispositivos para ser instalada, ou seja, com pouco custo, você consegue ter a viabilização da conexão em sua residência ou empresa. Muitas vezes, o que você precisará é:

  • que o cabeamento chegue até o local de instalação (nos casos de conexões realizadas via cabo);
  • um roteador ou modem (nos casos de conexões que dependam desses dispositivos);
  • receptor de sinal (como as antenas, nos casos de transmissão de dados por sinal).

Escalabilidade

Segundo o avanço das tecnologias de infraestrutura de rede, é possível potencializar a velocidade a longo prazo, de acordo com a evolução trazida pelos provedores para suas redes.

Com a crescente importância de se estar conectado, há cada vez mais investimentos para melhorar questões como velocidade e estabilidade. Dessa forma, pode ter certeza de que, caso conte com uma provedora eficiente, você rapidamente poderá escalar a velocidade dos seus serviços.

Melhor custo-benefício

Atualmente os serviços de conexão à rede ganharam mais incentivos e reduziram consideravelmente seus custos. Com isso, você consegue ter serviços de melhor qualidade, maior eficiência e com um preço mais justo.

Quais os tipos de internet banda larga?

Ouvimos muito o termo “banda larga” como se fosse um único tipo de conexão de internet, mas, na verdade, temos diversas opções no mercado hoje. É importante saber quais são, justamente para fazer uma melhor escolha para sua residência ou empresa. Vamos ver as principais e suas características.

Linha digital (DSL)

A conexão DSL (Digital Subscriber Line, ou Linha Digital para Assinantes) foi a primeira forma de banda larga que surgiu no Brasil, justamente para substituir a conexão discada por linha telefônica.

Por muito tempo, foi o tipo mais popular, e também é utilizado até hoje em regiões nas quais não há, ainda, outras formas de conexão a cabo e os sinais de satélite e rádio são relativamente instáveis. É uma conexão interessante para usuários domésticos, com velocidade de download bem maior do que a de upload.

Mesmo que ela atue de forma independente, liberando a sua linha de telefone fixo, vale lembrar que ela ainda depende do serviço de telefonia para operar, já que usa a estrutura de cabeamentos de cobre para realizar a transmissão de dados.

A separação entre os dois tipos de serviço ocorre por meio do uso do roteador. Assim, é possível que um serviço não interfira no outro. Portanto, caso alguém utilize a linha para realizar uma ligação, sua internet continuará operando tranquilamente.

Contudo, é uma rede que está suscetível a interferências eletromagnéticas. Isso ocorre porque os cabos utilizados são de cobre. Assim, caso você tenha algum equipamento dessa natureza (como telefone sem fio, babá eletrônica, micro-ondas) próximo do seu roteador, podem ocorrer interferências na qualidade do serviço.

É uma conexão cuja largura de banda tem pouca variação. E, apesar de a velocidade de download superar bastante a de upload (o que pode ser bom para o usuário doméstico), ainda há fortes limitações para subir dados.

Internet via rádio

A transmissão de dados é realizada por meio de ondas de rádio. O serviço de conexão pode alcançar uma alta velocidade, contudo, sofre interferência caso haja alguma barreira física impedindo o recebimento de sinal. Possui instalação facilitada, não dependendo de adquirir aparelhos. É uma rede bastante utilizada em regiões nas quais a conexão a cabo não chega.

Assim, é uma conexão totalmente sem fios, funcionando apenas por sinal. Um aspecto que merece atenção: trata-se de uma forma de transmissão sensível. A qualidade do sinal será melhor de acordo com a altura do receptor, que minimiza as interferências.

Por exemplo, uma antena no alto de um prédio tem menos elementos físicos que prejudicam a recepção do que uma no térreo, que está em um ambiente cercado de construções. Além disso, mudanças no clima, como dias mais nublados ou chuvas, podem comprometer consideravelmente a transmissão.

Internet móvel

Aqui, temos as conexões realizadas por sinal de telefonia. No Brasil, no presente momento, alcançamos a tecnologia 4G. Contudo, podemos ficar atentos, pois em breve teremos o leilão da 5G. O esperado é que até 2022 tenhamos conexões mais ágeis nas capitais e, até 2024, em boa parte do território nacional.

Desde a chegada da 3G, tivemos um aumento considerável da qualidade desse tipo de tecnologia. A 4G também representou uma forte evolução, e a 5G vem, de fato, para revolucionar esse cenário. Isso, porque, por meio das antenas espalhadas pelas cidades, dispositivos móveis terão potencial de receber conexões de melhor qualidade.

Isso permitirá, por exemplo, a adoção dos carros autônomos. Afinal, com o sinal emitido pelas antenas, será possível que eles se conectem à rede e, assim, recebam sinais dos sensores para operar.

Contudo, trata-se de uma tecnologia que tem um custo mais alto; portanto, é comum que as operadoras de telefonia realizem uma restrição nos dados por meio de franquia. Assim, ao alcançar determinado patamar, ocorre uma redução da velocidade e, consequentemente, você pode ficar na mão.

Internet via cabo

O funcionamento da internet a cabo é muito semelhante ao da DSL, contudo, não utiliza os cabos de telefonia para isso. Nesse caso, a conexão à rede é feita pelo cabeamento de TV (UTP). Por isso, costuma ser um serviço muito utilizado por empresas fornecedoras do serviço de TV a cabo, em formato de combo, e é ainda bastante popular.

É um tipo de conexão no qual as velocidades de download e upload são equivalentes, sendo, portanto, muito útil para streamings e jogos.

Contudo, a qualidade de conexão dependerá, essencialmente, da quantidade de assinantes no terminal. Para ficar mais claro, vamos fazer uma analogia: pense em uma via, na qual os carros circulam. Quanto mais carros estiverem no local, menor será a velocidade alcançada, não é mesmo? Se a via chegar ao limite, pode ocorrer a paralisar a circulação.

Assim, se tiver mais assinantes utilizando a via naquele momento, sua conexão poderá ficar mais lenta. Esse é o excesso de tráfego de dados. Assim, esteja atento a essas questões e evite problemas.

Ao mesmo tempo, também é uma tecnologia que pode estar um pouco mais suscetível a problemas de queda de energia. Vamos supor que, na sua região, não haja qualquer pico de energia. Se houver algum problema no poste em que estiverem os switches de distribuição, você poderá ficar sem conexão.

Internet via satélite

Essa conexão é bastante semelhante à via rádio e à móvel. A transmissão de dados é feita por meio de sinal de satélite, que atende um raio em uma determinada região. Com isso, o alcance torna-se ilimitado, sendo um dos únicos modelos que têm abrangência em todo o território nacional, já que o satélite pode emitir sinal para qualquer parte do território.

Um dos pontos que deve ser levado em consideração é a diferença na resposta e envio de dados, além de ser preciso fazer um investimento mais elevado para sua adoção, já que demanda de uma antena muito potente.

Além disso, a velocidade de conexão ainda é baixíssima (em média 1 Mbps, muito baixo em comparação com outros modelos), e a mensalidade é mais cara. Assim, é uma boa opção caso você esteja em territórios nos quais não há outras possibilidades de conexão para atender suas necessidades.

É o caso de profissionais que trabalham com comunidades indígenas, que podem utilizar esse tipo de conexão quando estiverem em residências na mata, de forma a viabilizar o contato com o sistema para registro de relatórios e afins.

Fibra óptica

A fibra óptica é uma das mais vantajosas e desejadas no atual momento. Trata-se de um modelo de conexão no qual os dados são transmitidos por cabeamento de fibra, com a tecnologia de pulsão de luz, chegando a alcançar terabytes por segundo.

Ou seja, as informações são enviadas e recebidas na velocidade da luz. Além disso, ela permite a transmissão por longas distâncias sem precisar de um equipamento intermediário. Muito bom, não é mesmo?

Existem vários tipos de conexão por fibra óptica, estando entre as mais encontradas no mercado atualmente:

  • FTTH: a Fiber To The Home é aquela na qual o cabeamento é de fibra óptica desde a saída do servidor até a entrada na sua casa, ou seja, o conversor é instalado dentro da sua casa;
  • FTTC: a Fiber To The Curb é aquela na qual o cabeamento de fibra óptica chega até o poste e, posteriormente, a conexão é distribuída por um fio de par trançado do switch no poste até a residência.

Como escolher a melhor opção de internet?

Com tantas opções de tipos de internet banda larga, qual delas é a mais adequada para as residências ou empresas? Para isso, vamos trazer algumas dicas importantes para você definir qual será a contratada para suas demandas.

Acompanhe quais são as suas demandas de conexão

Em primeiro lugar, entenda: o que você precisa para sua residência ou empresa? Quais são as demandas no dia a dia? Por exemplo, para um usuário residencial, que não tenha interesse em um uso mais intenso na rotina, determinados tipos podem ser mais interessantes. Já para outros que tenham interesse em acompanhar filmes e séries, jogos, utilizar aparelhos conectados em casa, entre outras possibilidades, conexões mais estáveis e velozes são importantes.

Avalie as características da sua região

Outro ponto é considerar as características da sua região e, assim, quais podem atender o seu espaço. Por exemplo, não adianta querer escolher uma conexão a cabo se você estiver em uma propriedade rural, de forma que os cabeamentos não cheguem ao local. Nesse caso, as conexões por sinal (móveis, rádio e satélite) podem ser mais interessantes.

Considere a possibilidade de contratação de combos

Se você deseja adquirir uma conexão de banda larga e, ao mesmo tempo, ter maior economia na hora de realizar a contratação de diversos serviços de telecomunicações para sua residência, pode contar com os combos.

Analise a possibilidade de suporte

Outro ponto importante é considerar se a empresa escolhida oferece o suporte necessário para seu dia a dia e, assim, garantir que, em caso de problemas, a sua empresa ou residência não fique sem conexão por muito tempo. Esse ponto é fundamental, principalmente, ao contratar provedor de internet. Um bom serviço é fundamental para a retomada da conexão em caso de instabilidade e queda.

Verifique a experiência da empresa no mercado

Outro ponto importante é considerar, também, a experiência que a empresa tem no fornecimento de internet banda larga. Como, atualmente, há muitas empresas sendo abertas no setor, é comum que a concorrência seja alta. Contudo, a experiência pode ser importante para você escolher a melhor opção.

Empresas com maior solidez no mercado já estão habituadas a buscar as melhores soluções, de forma que você sempre terá o serviço mais atualizado. Assim, caso surja uma nova tecnologia ou modelo de conexão, você poderá ter certeza de que ela chegará até você mais rapidamente.

Por que a fibra óptica é uma excelente escolha nesse sentido?

Um dos tipos de banda larga que estão mais em alta no momento é a fibra óptica. Nós já conversamos sobre ela aqui, mas agora é a hora de entender as razões pelas quais ela é a melhor opção tanto para empresas quanto para residências.

Confira, a seguir, os principais benefícios que a fibra óptica traz para as suas conexões!

Velocidade

A fibra óptica, como falamos antes, realiza a transmissão de dados na velocidade da luz. Por isso, o serviço pode alcançar até mesmo 1,6TB/s, algo extraordinário. Mesmo que os principais provedores ofereçam velocidades menores do que essa (devido a questões de infraestrutura), é fato que a conexão por fibra óptica tem uma velocidade maior do que qualquer outro tipo que listamos neste guia.

Com isso, você pode ficar tranquilo, que não vai ter problemas ao assistir à sua série favorita, jogar ou fazer uma live. E para quem precisa de uma boa conexão para home office, essa também é uma ótima resposta! Mas, independentemente de suas necessidades, você quer um bom serviço de conexão, não é mesmo?

Estabilidade

Comparado com outras conexões, incluindo aquelas por transmissão de sinal (rádio, satélite e redes móveis) quanto as por cabeamento (cabo e DSL), a por fibra óptica apresenta maior estabilidade, por estar menos suscetível a intempéries e problemas adversos que possam gerar mudanças na velocidade e perda do sinal.

Com isso, você dificilmente terá problemas de interrupção do fornecimento de internet no dia a dia e poderá manter as suas atividades sem estresse desnecessário — algo fundamental, principalmente, para quem tem necessidade de trabalhar em casa.

Menor latência

Esse é um ponto fundamental especialmente para três tipos de contratantes do serviço:

  • quem utiliza transmissão de vídeo no dia a dia (seja para trabalho ou diversão);
  • gamers;
  • quem trabalha com home office e realiza videochamadas.

Para você entender melhor sobre o que estamos falando: a latência diz respeito aos atrasos na transmissão de dados em uma estrutura de navegação, que leva as informações de um ponto de partida para um ponto de chegada.

Vamos a um exemplo: quando você envia um comando em um jogo, o período de latência é aquele no qual esse comando demora para sair da sua máquina, chegar ao servidor e devolver a resposta para você. Quanto maior esse tempo, maior o atraso na resposta.

Para algumas atividades, esse tempo é precioso e, portanto, deve ser reduzido. Por exemplo, pessoas que atuam profissionalmente na bolsa de valores dependem de maior velocidade de download e upload de dados e estabilidade em transmissão.

Quem trabalha em casa com call center também precisa que o período de latência seja baixo, para que não tenha delay na ligação e possa prestar um atendimento mais eficiente ao cliente.

Escalabilidade

A velocidade máxima que a fibra óptica pode alcançar é a velocidade da luz. Por isso, caso o seu provedor possa oferecer, pela estrutura de rede, uma velocidade mais alta, essa mudança vai chegar até você mais rapidamente, já que não vai ser preciso realizar trocas de cabeamento para atender a essa demanda.

Imune a interferências eletromagnéticas

De modo geral, esse benefício da banda larga por cabos é um dos principais pontos vantajosos da fibra óptica. Quem nunca passou por problemas de conexões instáveis quando há tempestades, não é mesmo?

Isso ocorre porque há interferência magnética causada pelos raios durante a transmissão, o que prejudica determinadas conexões. Já no caso da fibra óptica, isso não acontece. Os cabos são feitos de plástico ou vidro, com uma proteção reforçada que impede esse tipo de situação.

Melhor custo-benefício

Considerando todos os pontos que falamos, é possível entender como a fibra óptica oferece o melhor custo-benefício em comparação com outros modelos de conexão. Normalmente, os valores são muito semelhantes aos de outros tipos de banda larga, mas com mais estabilidade e velocidade.

Assim, você terá menos problemas no dia a dia com questões de rede, ao mesmo tempo em que pode arcar com um valor de um serviço que, de fato, gerará o retorno esperado.

Agora você sabe diversos pontos importantes para tomar melhores decisões ao contratar o seu serviço de banda larga. Para isso, é importante que conte com um bom provedor. A qualidade do serviço estará diretamente ligada a essa decisão.

Quer ficar tranquilo? Conte com a Cabonnet! Temos toda a estrutura necessária para auxiliar você nesse momento e garantir uma relação de ponta, satisfatória e duradoura.

Este artigo foi útil?

Fique por dentro de tudo que precisa saber para mandar bem

Assine nossas noticias